Collegium Musicum de São Paulo

O Collegium Musicum de São Paulo é reconhecido como um dos coros mais tradicionais do Brasil. Com o objetivo inicial de difundir a música medieval, renascentista e barroca, aos poucos expandiu seu repertório, sempre dedicado à música erudita. Atualmente participa de encontros e festivais, concertos sinfônicos e óperas, seja como convidado, seja em produções próprias.


Estreou em 1962 com a direção musical de Ronaldo Bologna, sucedido por Roberto Schnorrenberg de 1963 a 1983, por Abel Rocha de 1983 a 2010 - com a participação de Marieddy Rosseto de 1990 a 1992 - e por Bruno Facio de 2011 a 2013.

 

Nibaldo Araneda é o diretor artístico do grupo desde 2014. Além da realização ininterrupta de concertos, direciona o trabalho para o aperfeiçoamento musical dos integrantes por meio da escolha do repertório, de ensaios didáticos, de cursos e de oficinas, um conjunto de atividades intitulado Musicalização de adultos através do canto coral.

Atualmente o CMSP possui dois coros independentes: o Collegium Musicum - Segundas e o Collegium Musicum - Terças e Quintas.